10.3.12

Da essência dos meus dias*


A meu favor 
Tenho o verde secreto dos teus olhos 
Algumas palavras de ódio algumas palavras de amor 

O tapete que vai partir para o infinito 
Esta noite ou uma noite qualquer 

A meu favor 
As paredes que insultam devagar 
Certo refúgio acima do murmúrio 
Que da vida corrente teime em vir 
O barco escondido pela folhagem 
O jardim onde a aventura recomeça.


Alexandre O´Neill


* á essência das pessoas
Hoje, a ti, Paula, o que só estas imagens conseguem dizer por mim. 

4 comentários:

  1. Que fotografias tão lindas! :)

    ResponderEliminar
  2. Lindas lindas!!! Gosto do azul!

    ResponderEliminar
  3. gostaria que viesse nas praias de santa catarina iria fotografar coisas linda....como estas..ou..Tudo o que vc posta eu acho lindo...Aliás seu blog vive nos meus favoritos... Desejo que você
    Não tenha medo da vida, tenha medo de não vivê-la.
    Não há céu sem tempestades, nem caminhos sem acidentes.
    Só é digno do pódio quem usa as derrotas para alcançá-lo.
    Só é digno da sabedoria quem usa as lágrimas para irrigá-la.
    Os frágeis usam a força; os fortes, a inteligência.
    Seja um sonhador, mas una seus sonhos com disciplina,
    Pois sonhos sem disciplina produzem pessoas frustradas.Seja um debatedor de idéias. Lute pelo que você ama...Continue a ser esta pessoa amavel e doce que és postando e escrevendo coisas maravilhosas segundo a capacidade que és mulher...Na fragelidade e na força que fora feita... Um carinho e afetuoso bj em teu coração

    ResponderEliminar
  4. Margarida, esse poema é uma ode ao teu caminho.

    Da minha parte só a minha gratidão por me cruzar com almas como a tua.

    Espero que o tapete te leve ao lugar que tu mereces.

    Paula

    ResponderEliminar