este lugar não é sempre cor de rosa, por aqui não há sempre sol e nem tudo são flores.
também há dias cinzentos, chuva, cardos e urtigas.
é tudo isso que o faz uma boa parte de mim.


28.9.14

Às vezes

Às vezes havia tantas palavras e tão grandes que batiam umas contra as outras e  resvalavam para as pupilas que brilhavam. Atropelavam-se, para ser cada uma a primeira, a mais importante, a que queria resumir tudo, num só som, de uma só vez. Decididas estavam. Mas depois, depois a ditadora boca comprimia-se, a implacável razão censurava e o turbilhão das palavras rodopiava para um canto escondido da alma e ficava, em silêncio, a observar-te.
Às vezes. Às vezes tu ficavas. Nem tudo afinal precisa ser dito.

Hoje quando a serenidade amanheceu


- havia destinos cruzados no céu - 

26.9.14

Um chá e uma trovoada



Trabalhar em casa é um processo exigente. Muito exigente. Exige mais organização, mais disciplina, mais sentido de obrigação. Quando o tempo, o espaço e o método são inteiramente por nossa conta, a gestão do deve e haver é complexa e incomparavelmente mais falível. 
Basicamente, «a Olívia patroa» fiscaliza «a Olívia empregada» e esta relação tanto pode ser de uma condescendência irresponsável como de uma exigência irracional. E não há Tribunal de Trabalho que resolva o conflito. Mas há, como em tudo, o reverso da medalha. Poder fazer uma pausa, cumprir o ritual de uma infusão e ter tempo para desfrutar dela a ouvir uma trovoada que se aproxima, é sempre uma saborosa contrapartida. Há coisas que não se compram com algumas opções, mas também há outras que não têm preço, nesta vida.

Destino


- Lisboa -