30.12.11

Palavras que podiam ser minhas*


Gosto dos últimos dias do ano. Gosto mesmo. Gosto de dedicar alguns dos meus pensamentos, rabiscos e silêncio a estes dias. De pensar em tudo o que fiz nos 365 recomeços que tive pela frente. De como enfrentei os dias difíceis, de como valorizei tudo o que recebi, de como me levantei após cada queda, de como celebrei cada pequena conquista, de como apreciei estar a viver esta vida.
Tropecei algumas vezes, caí tantas outras, numas tive ajuda para me levantar, noutras quis fazê-lo sozinha. Não tenho a ilusão de ser feliz todos os dias, a todas as horas, permanentemente. Mas tenho a vontade, o desejo e a força de querer tornar os meus dias sempre mais solarengos, sempre mais luminosos, sempre mais bonitos. Nem sempre consigo, mas tento.
Está a chegar um novo ano, um novo recomeço, e eu tenho na agenda uma pequena lista de resoluções que quero trazer sempre junto de mim. Numa agenda novinha em folha, onde cada dia é um pequeno (grande) recomeço.
 
* mas que são da S., ás nove no seu blogue. Sensíveis como ela e sempre, sempre muito bem escritas. O que eu gosto desta menina :)

Sem comentários:

Enviar um comentário