16.4.12

O meu lado Vintage






Embora me encantem as casas modernas, com look contemporâneo e despojado [desde que não seja em demasia], é inegável o que me liga a outros tempos, outras referências e ás peças que guardam uma história. Na minha casa mora uma cantareira antiga, um móvel de casquinha com de mais de três metros de altura [nem imaginam o filme que foi metê-lo dentro de casa!], onde habitam diversas peças, sobretudo faianças antigas que fui recolhendo ou me foram oferecendo ao longo do tempo e fazem parte da minha vida. Estas são três delas e, acho que não será injusto para as outras dizê-lo, as minhas preferidas. O coração e o casal tirolês foram há muitos, muitos anos, comprados pelos meus pais, em antiquários, talvez. A doce e envergonhada menina holandesa, foi a tampa de uma caixa cuja base se perdeu algures no tempo e foi herdada de uma tia com um dos meus nomes preferidos: Laura.
Porque as casas, como as pessoas que as habitam, guardam segredos e contam histórias, hoje apeteceu-me partilhar por aqui o amor que tenho por estas peças que, afinal de contas, falam tanto sobre mim.

1 comentário:

  1. Querida Margarida, são peças que para além de serem lindas, contam um pedacinho da tua história de vida. :)

    ResponderEliminar