22.3.11

Tipo pensamento da semana

Com tanto cruzamento que há no mundo virtual não sei como não há mais acidentes. Com feridos graves e muito sangue.

13 comentários:

  1. às vezes há...
    Acidentes verbais não faltam...

    ResponderEliminar
  2. Querida Margarida, não ficaste aborrecida, com a chamada para o teu blog, no meu post de hoje, pois não?

    ResponderEliminar
  3. Eu sou...
    Parece que sim. Há quem se queixe.

    ResponderEliminar
  4. Manuela querida,
    Claro que não! Nem vejo como poderia isso acontecer. Aliás, ainda nem tinha passado à tua porta hoje :)
    Nada disso. Obrigada pela referência. E, como já disse nesse post, todo o tipo de desperdicio me aflige, cada vez mais.
    Beijinho grande

    ResponderEliminar
  5. Ahhh que inspiradas estamos hoje!

    ResponderEliminar
  6. hahah

    Há feridos, sem graves ferimentos , mas há ;)
    (eu sei que há)

    ;)

    ResponderEliminar
  7. Acidentes não faltam. Faltam é as fotos ensanguentadas para entreter a nossa queda para a morbidez ;)

    ResponderEliminar
  8. Acidentes há, e às vezes é cada trambada, a (in)felicidade é que não há sangue visivel.

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  9. A ausência de acidentes deve-se ao anonimato. Se a maioria de nós se identificasse verdadeiramente, não faltariam choques em cadeia.

    ResponderEliminar
  10. Raquel, as coisas que tu sabes... mas olha que pelos vistos há por aqui quem saiba de sangue! ;)

    ResponderEliminar
  11. Sus e Isabel, não creio que o anonimato evite o sangue e as nódoas negras. Ajuda é a iludir as ligaduras, o hirudoide e o gesso...

    ResponderEliminar
  12. Crente,
    Ainda um dia se faz um blog tablóide... ;)

    ResponderEliminar