19.3.11

Sem legendas












































Para tanto que a Vida me dá, nunca haverá palavras suficientes.

5 comentários:

  1. Margarida, fiquei deliciada com esta sequência de fotografias :)
    Minha querida, selo para ti, lá na Turista.
    Beijinhos e continuação de um bom fim de semana :)

    ResponderEliminar
  2. Anónimo21.3.11

    Um Alentejo onde cabe um passado e um sonho presente de um futuro pujante. Mãos que agarram o sol com a força de uma vida. Areia virgem de pegadas portadoras das asasdo que há de vir. Mar manso, que se prolonga pelas paisagens mansas que só os sonhos revolucionam.

    ResponderEliminar
  3. Desde há muito tempo, talvez desde que tive a sorte de te conhecer no deixa entrar o sol original, que admiro a tua capacidade fotografica. Só hoje percebi que a mãe natureza deve ter sido generosa contigo... Bastante! Mas nem quero saber como!!!

    ResponderEliminar
  4. ET... ahahahahah. Foi MUITO generosa no mau feitio!

    ResponderEliminar