10.1.13

Porque há certamente quem espere por ele... mesmo sem saber

Já aqui falei do blog Nos adoptamos.

Hoje volto a ele e à carta de um menino que ainda não desistiu de acreditar que um dia vai ter, como uma boa parte de nós, uma família que o acolha, que o ame e que lhe dê o colo de que a vida, por razões enviesadas, o privou. 

O pequeno autor da carta, vive numa instituição no norte do país e espera que nós, cada um de nós, possa de alguma forma fazer chegar o seu apelo a braços que estejam prontos para o acolher, aquecer e recompensar de todas as noites em que adormeceu a perguntar-se por que não tive direito a uns pais que me amassem?

Acredito do fundo do coração que há uma família que aguarda esta criança e que poderá por fim recebê-lo quando um dia souber desta carta. Aquilo que vos peço é que o ajudem nessa tarefa, partilhando através do vosso e-mail pessoal ou das vossa redes sociais este pedido tão legítimo e tão terno.

No blogue o autor deixa o contato que servirá de ponte a todos os eventuais candidatos.


"Ninguém espera por mim?


Olá,

Resolvi escrever-te porque sei que deseja ter um filho. Não, eu não sou o bebé com que tu sonhas….. já não uso fraldas, não como papas….. mas ainda sou uma criança e queria tanto ter um papá e uma mamã. Já não me lembro bem, mas um dia fiquei só …. E ficar sozinho no mundo com a minha idade é muito triste.

Vivo desde essa altura (já vão 10 anos) numa casa bonita, com muito meninos e meninas e há muitas senhoras muito simpáticas que tomam conta de nós. Mas continuo a sentir-me só ….. não tenho um papá e uma mamã…. e eu queria tanto….

Eu sei, não sou o bebé com que tu sonhas…. Mas sabes? Eu também sou como tu. Também sonho. Sonho que um dia vou ter uma mamã que me vai ajudar a escolher a roupa que vou vestir, que me vai a buscar à escola, que me vai contar historia, a aconchegar os cobertores e a dar-me um grande beijinho de boa noite….

Sonho que um dia vou ter um papá que vai andar comigo de bicicleta e me vai ver nas actividades da escola …. e …… eu vou ser tão feliz!!...

Quando isso acontecer…..
Vou deixar de chorar porque os meus colegas vão deixar de me gozar porque eu não tenho papá nem mamã;
Vou deixar de chorar quando me magoo porque a minha mamã vai dar-me um beijinho na ferida e vai passar logo;
Vou deixar de chorar quando um colega mais velho me bater porque vou ter um papá para me proteger;
Vou deixar de chorar quando arranjarem papas para os meninos mais pequeninos…. Porque já não vou estar aqui, porque….. vou ter a minha família…. E vou dizer que tenho um papá e uma mamã.

Já sou grande mas ainda sou crianças. Bem sei que o meu futuro está hipotecado seja pela idade, tenho 13 anos, e seja pela saúde, tenho um problema de coração,

Mas continuo a desejar de poder ser ainda “um filho amado” …. conheces alguém que queria ser a minha mamã e o meu papá?....."





Bem-hajam por toda a divulgação que façam!
Margarida



7 comentários:

  1. Até me vieram as lágrimas aos olhos. Vou partilhar. Bjs

    ResponderEliminar
  2. Olá minha querida passei por cá por acaso e não pude não parar, aliás fiquei parada com lágrimas que me escorrem pela cara, só dizer que vou partilhar esta carta dura, de alguém que muito gostava de ser amando de uma forma especial!
    Um beijinho grande e obrigada pela partilha, estas palavras de tão fortes que são ajudam-nos muitas vezes a ver as coisas de outra forma!!!

    ResponderEliminar
  3. Uma grande ajuda (ou uma valente bofetada) a todos aqueles que se sentem sós, quando na verdade tiveram sempre um pai e uma mãe para ajudar a escolher a roupa para vestir, que os iam buscar à escola, que lhes contavam uma historia e deram sempre um grande beijinho de boa noite, todos os dias. E assim descemos ao mais simples e gratificante dom da vida, o de termos pais que olham por nós e nos amam, sem custos, a cada minuto.
    Toda a sorte do mundo é o que desejo ao Jorge, do fundo do ♥. Beijinho

    ResponderEliminar
  4. Uff..duríssimo, querida "Raio De Sol".
    Dá vontade de ir já buscar o menino e enchê-lo de mimo.
    Se pudesse...mas vou passar mensagem porque conheço 2 casos que estão à espera de ser "adoptados" por meninos assim especiais.
    Um grande beijinho
    Chefe Índio já de lágrima no olho e coração muito pequenino

    ResponderEliminar
  5. Obrigada a todos pelas vossas partilhas. Agradeço aqui porque ando com pouco tempo para visitar os vossos blogues. Esperemos que, de alguma forma, este menino veja o seu maior desejo realizado. Tenho fé.

    ResponderEliminar
  6. Tenho um nó na garganta.
    É impossível ficar indiferente a palavras como estas, vou divulgar sem dúvida.

    ResponderEliminar
  7. É com felicidade que partilho a noticia recebida de que, na sequências das diversas partilhas da carta deste menino, há já uma familia que o deseja para si.

    Ainda que saibamos que estes processos e manifestações de interesse não subsistam por si, é certo que não há como não encarar este sinal como um raio de sol, em tons de Luz-Esperança.

    Tenhamos fé que a vida cumpra o melhor designio.

    Se souber mais desenvolvimentos, partilharei por aqui.
    Grata a todos!

    ResponderEliminar