3.10.12

A C R E D I T A R


[...]
acredito na paz
é a arma mais forte que existe
porque com ela tudo
e mesmo quando ausente dos gestos diários
escondida mesmo desaparecida em combate
ela há-de voltar pois é coisa absolutamente incontornável


acredito na alegria
um bom dia de sol
uma música suave e terna
momentos de silêncio os nossos segredos
quando parece que o mundo fica sem mexer à volta


acredito no abraço
de uma mão quando procura outra
e com ela fica junta terna quente
as festas que mais ninguém sente
quero essa pele qualquer pele
da mais lisa branca à mais escura ou rugosa


acredito nos olhos
no que sempre dizem
porque os olhos nunca mentem
são sempre verdadeiros
falam de coisas que por vezes a alma não fala
pois não sabe não aprende ou
simplesmente porque não estão ainda inventadas
todas as palavras que dizem o que sentimos


acredito na vida
ela é como as estações
mesmo depois dos dias de mau tempo
a primavera há.de voltar sempre diferente
por vezes inesperada ora precoce ora tardia
porque por cima de nuvens a luz continua a brilhar
[...]
in  1979 Outros Poemas
- Pedro Strecht - 

5 comentários:

  1. Ser drédula é uma grande virtude.
    Gosto dos teus acreditares...

    Beijinho

    ResponderEliminar
  2. Acredito na morte, foi por isso me apaixonei pela Vida.
    :)

    ResponderEliminar
  3. Acredito que o que damos recebemos em dobro, acredito na nossa capacidade enquanto humanos de termos esperança e acreditarmos em dias melhores, acredito no poder da vida.

    Acredito em ti e na tua força.

    Beijinho Raio de Sol

    ResponderEliminar
  4. @Rui, também acredito muito nisso, por isso a mesma paixão e entrega ao que a vida nos proporciona.

    @AC, também acredito no poder de tudo o que enuncias. Obrigada por me acreditares :)

    @Pérola, obrigada!

    A todos:
    Aproveito para informar que por razões pessoais o blogue estará por um tempo offline e não reservado a leitores convidados, como ao que parece a mensagem informa.

    Espero voltar em breve, até logo!

    ResponderEliminar
  5. Muito obrigada por partilhares este texto tão inspirador! Beijinhos

    ResponderEliminar