16.12.12

Filhos do ♥




Faz precisamente hoje um ano e um mês, escrevi um post que trouxe ao meu encontro um comentador que desde então não deixei de seguir atentamente. Nos adoptamos é um blogue de quem sendo pai natural desejou também ser pai adotivo. E é. Nele fala da sua experiência e partilha experiências de terceiros, histórias com finais felizes, mas também registos de desamparo. 

Lembro-me de muito pequena pensar o quanto era importante para mim ter uma família e de tentar imaginar como seria crescer sem uma. De como seria doloroso para uma criança nessas condições perguntar-se por que razão não tinha direito a um pai e uma mãe e ficar sem resposta. Foi por volta dos meus doze anos que decidi que um dia, mesmo que pudesse ter e tivesse filhos naturais, iria ter um filho adotivo. 

Os anos passaram, fui mãe e se é verdade que, por razões diversas ao longo dos anos, a ideia foi sendo adiada, a verdade é que nunca realmente me abandonou.

Hoje, quando leio posts como este, este, ou este, tenho cada vez mais a certeza que adotar uma criança faz parte do meu projeto de vida. Voltar a essa certeza ficou inclusivamente assinalado por aqui

Sei o quanto o desejo, sei com que idade o vejo a entrar na nossa vida, sei o que ambiciono proporcionar-lhe e onde sonho que cresça. Sei que esse dia chegará e que não estará muito distante no tempo. Até lá, sei que a vida trará à minha quem deseje que este sonho seja também seu e nesse momento, tudo fará ainda mais sentido.

Entretanto, esta semana, enquanto aguardava a minha vez na fila do IKEA, este querido suplicava na prateleira da caixa, de olhinhos postos em mim... adota-me! Com este ar doce que não se aguenta e a custar noventa e nove cêntimos, como é que eu podia resistir?...

Por cá ficará, à espera do colo que o vai adormecer. Até lá, a M. cuida dele.


14 comentários:

  1. Não conhecia o blog e fiquei sensibilizada. sabes que com a crise, o número de crianças abandonadas ou mal tratadas aumenta de dia para dia?? É de facto triste. Um projeto grandioso e ao mesmo tempo difícil, pois cuidar de uma criança assim, cheia de fraquezas, fragilidades e passado doloroso ainda torna a tarefa mais difícil. É de louvar quem assume esse desafio e esse gesto tão generoso.
    beijinhos

    ResponderEliminar
  2. Este teu post, levaria a um grande comentário. Desculpa-me mas não consigo escrever, querendo guardá-lo para mim. Mas, quero deixar-te aqui um grande beijinho.

    ResponderEliminar
  3. És maravilhosa, não me canso de o dizer. Que todos os teus projectos de vida se concretizem , mereces tanto que o mundo te ampare os sonhos.. e mais não digo, que fiquei sem palavras ao ler-te.

    Beijinho*

    ResponderEliminar
  4. Que o teu desejo se concretize, porque este é um gesto GRANDE!!! Beijinho

    ResponderEliminar
  5. @Aline, sei, infelizmente sei. E não é só de animais de estimação que o abandono sazonal é feito. Há mais crianças a serem abandonadas nos hospitais nesta altura... uma dura realidade, para as suas vítimas.

    ResponderEliminar
  6. @Este blogue, não só não necessito conhecer as razões, como respeito. O teu silêncio também foi um comentário :)
    um beijinho

    ResponderEliminar
  7. @AC, somos todos maravilhosos. Alguns andam apenas mais distraidos do que outros. :)

    Obrigada pela tua amizade e pelo teu carinho. Sempre!

    ResponderEliminar
  8. @Jardim, só não se realizará se a vida me impedir de todo de reunir as condições que considero essenciais. O que acredito, do fundo do coração é que não faltará muito para se reunirem. A minha parte, farei!
    Beijo grande!

    ResponderEliminar
  9. Este fofo a quem não sabemos se chamamos de cão, urso ou outro animal também nos chamou a atenção e vive cá em casa há mais de um ano.

    ResponderEliminar
  10. Eu adopto no meu coração todos os dias... era uma doidivana se tivesse possibilidades maiores para fazer isso!

    Lindo a tua adopção!

    Beijinhos carinhosos xxxx

    ResponderEliminar
  11. :)

    Já tendo eu cumprido este teu sonho, a mim só me resta mesmo plantar a árvore :)


    Um Feliz Natal para ti e para a M.!

    ResponderEliminar
  12. Olá

    Este post tinha-me passado ao lado.

    Quando criei o nos adoptamos foi baseado na minha experiência pessoal^, a ideia era que quem está a passar pelo processo, ou quem está a pensar adoptar, tivesse um sitio onde colher e partilhar experiências... posts como este deixam-me feliz, porque significam que o que eu digo é válido e que o blo era mesmo necessário.

    Bem haja para si,e bem haja para essa criança que está algures à sua espera e que sei será algum dia muito feliz.

    Muito obrigado por divulgar o blog.

    Reitero os meus desejos de feliz natal para si e para os seus leitores.

    Jorge Soares

    ResponderEliminar