8.2.11

The Black Swan*


Cuidado com o Cisne Branco que crias. Um dia o Cisne Negro vai encontrá-lo na sombra do que lhe foi negado, no reflexo do que lhe foi roubado e vai descobrir que morrer vivo é muito mais penoso que a própria morte.
Cuidado com o Cisne Branco que crias. Com ele e com as bonecas de porcelana desta vida.

* devastadora e arrasadoramente fabuloso

13 comentários:

  1. Tu escreves deliciosamente bem!

    ResponderEliminar
  2. Ai, fiquei curiosa!

    ResponderEliminar
  3. Menino H,
    Pois se foi o teu post que me inspirou!

    ResponderEliminar
  4. ML,
    Desconfio que vou repetir. Há sempre mais e mais para ver num filme destes

    ResponderEliminar
  5. Belo poema, será o filme tão belo? Estou ansiosa pra ver.

    ResponderEliminar
  6. Ruby
    Eu diria que é um filme cruamente belo.

    ResponderEliminar
  7. Estou tão curiosa com este filme, mas tenho deixado passar tantos que gostava de ver. A ver vamos.

    ResponderEliminar
  8. A mim este filme não me capta muito a atenção, mas a forma como falas dele deixou-me curiosa para o ver! Pode bem ser a minha próxima ida ao cinema!

    ResponderEliminar
  9. Gosto tanto de ler o que escreves.
    E quero muito ir ver o filme.
    Bj**

    ResponderEliminar
  10. Por vezes, quando se ouve falar muito num filme, criam-se expectativas que depois de visto ficam muito aquém. Talvez nem toda a gente ache o mesmo que eu. A única coisa que vos posso dizer é que há muito tempo não via um filme tão bom, e no caso, estamos a falar num thriller, que não é um género fácil.

    ResponderEliminar