12.11.11

Acreditar


Existem alturas em que temos de acreditar acreditar acreditar. Quando nada resta, quando nos caem as paredes e se esfrangalham os alicerces, quando não há nenhuma saída. Há quem lhe chame fé. Que seja. Eu acredito.


*encontrado aqui, deste lado da rua

1 comentário:

  1. É essa a imagem que trago dentro dos meus olhos.

    Obrigada.

    ResponderEliminar