28.7.10

A minha amiga Osga


Não, não é a lendária amiga do António Sala. É mesmo a minha. A que habita já há algum tempo o meu jardim à beira-varanda plantado e se entretém a pregar-me sustos de vez em quando.
Por estranho que pareça a grande parte das pessoas que conheço, não só gosto imenso do bicho - desta e das primas e primos todos - como não tenho medo nenhum. Mas que a estuporada se deve divertir à brava com o gritinho estúpido que guincho, cada vez que sai disparada para fugir à rega dos vasos, lá isso deve!
Filha da pêga da mãe!
Se te apanho, dou-te um rabo novo!

4 comentários:

  1. Também, tenho uma igual no teto da varanda do lado da frente...Sempre no tecto, de vez em quando desce parede abaixo desentorpecer as patas no chão e depois volta ao lugar de que gosta, lá no alto...Mas eu não lhe dou grititos,,,Só lhe digo "Então de férias por cá outra vez?"

    ResponderEliminar
  2. ACHEIIIIIIIIIII

    Achei duas pessoas que me vão ajudar quando recebo visitas inesperadas cá por casa... a M e a Levikat !!!

    Boa !!!

    Há dias assim :)

    Beijooo meu

    ResponderEliminar
  3. Levikat,
    Eu só dou gritinhos parvos porque a rapariga sai disparada, parece um foguete, sempre debaixo de um vaso diferente. Sim, que eu até nem dou gritinhos parvos destes por outros sustos! (até havia por aí quem dissesse a gracinha que o som que faço é uma mistura de trim com tóin!) LOL

    ResponderEliminar
  4. Miudaaa,
    Só posso falar por mim, mas tenho cá um palpite que a Levikat também alinha no programa OsgasBusters!
    Recebemos em gelados. BOAAA?

    ResponderEliminar