10.3.10

O mundo dentro de caixinhas

Aflige-me a forma como algumas pessoas premeditam milimetricamente a felicidade.
A sua. E a de quem as rodeia.


5 comentários:

  1. A mim também me aflige... e quase que me assusta, sabes? E o "problema" é o que tu mencionas... "e a dos que as rodeiam" porque o mundo dos outros não é nossa pertença.
    (acho que hoje estou meia, confusa. será que me percebeste?)

    Independentemente das nossas aflições e sustos, a foto que escolheste é um mimo. Quem me dera poder estar a pintar nuvens. Quem me dera... Queria estar lá em cima a fazê-lo, de escadote ou sentada em cima de um tapete voador.

    M. ??? Obrigada por existires.

    Um Beijo meu.

    ResponderEliminar
  2. Não vale a pena fazer grandes planos. A vida é imponderável. Vale sempre a pena querer ser feliz, mas planear a felicidade milimetricamente, é arriscar demasiado.
    beijinhos*
    ~universosquestionáveis~

    ResponderEliminar
  3. Mas e se assim forem realmente felizes não incomodarem ninguém?...
    E se gostarem apenas de planear, anotar, pensar... para mais tarde recordarem como a vida os surpreendeu?...

    ResponderEliminar
  4. Como é que isso se faz?

    Não estou a ver...
    Nós nem conseguimos planear a nossa, quanto mais a dos outros!!!

    ResponderEliminar
  5. Pra essas pessoazinhas... get a life!

    ResponderEliminar