9.1.11

Así fue, por Sevilla

Muitas pintinhas. Restos de festas. Presentes dos Reys. Ruas cheias de gentes. Chuva torrencial. O maior trovão que ouvi em toda a vida. Pinchos calientes. Juras de amor eterno em corações trancados a cadeado. Património respeitado. Mil fotografias. Apesar do mau tempo, muitas horas passeando. Eu e a minha doce filha.

Hasta pronto, Sevilla!




























Sem comentários:

Enviar um comentário