9.11.13

Sabia




Sabia que ia ver o Tejo espelhar todas as nuances do céu de Novembro. Sabia que ia espreitar lugares novos e cruzar-me com lugares de sempre. Sabia que ia ter vontade de fotografar tudo isso. Como sempre.

Mas sabia também que hoje o dia, pelo sol e pelo estado de espírito pedia uma caminhada. Uma longa caminhada. E deixar o carro ao pé do Museu do Oriente e caminhar até ao Chiado e Príncipe Real pedia, mais do que leveza de espírito, leveza de bagagem. 

Quando os combustíveis estão ao preço do ouro, qualquer nesga da capital tem estacionamento pago e S. Martinho nos brinda com uma temperatura de 20º não há razões para não desfrutar dos nossos próprios passos.

Além disso, num fim de semana em que, como tantos outros portugueses, uma amiga regressa de Moçambique com os seus três filhos deixando por lá novamente o marido a que se tinham ido juntar há ano e meio, e em que temo por outros amigos que, por necessidade e não por estrita vontade, ainda por lá vão estar, é impossível não ser grato por apesar de todas as dificuldades termos um país onde se respira ordem , segurança e paz.

Do roteiro que se fez sem registo fotográfico, resultaram: 
5h bem caminhadas e aproveitadas, praticamente sem paragens;
Uma túnica, brincos e colar a serem estreados no Natal ou no aniversário - ainda não está decidido e são tão próximos que tanto faz.
Uma estrela - para quem há tantos anos é fã de estrelas, corações, pintinhas e bolas, estamos decididamente numa época de ouro!
Chá Princesa, mistura de Erva Príncipe com Perpétuas Roxas, por causa das tosses, dizem os entendidos. 

Tudo a preços lowcost, muito abaixo do que seria de esperar, tendo em conta os spots onde foram comprados. 
No fim do dia, feitas as contas à vida, ocorre-me o slogan conhecido - se eu não gostar de mim, quem gostará?


- parte do roteiro -


Embaixada - só o espaço já vale tudo e é bom ver Lisboa crescer e respeitar-se

Cone à portuguesa - não é novo mas ainda não tinha experimentado 
recomenda-se, nem que seja pela originalidade

Chocolataria Equador - chocolate artesal, do Porto para Lisboa
porque chocolate é sempre um bom presente

2 comentários:

  1. Não... mas fiquei a saber.
    :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E agora se vi o post chamado Embaixada também fica a ver! ;)

      Eliminar