14.4.10

Chove, chove

... galinha a nove!
Em Abril águas mil
Vozes de burro não chegam ao céu
Depois da tempestade vem a bonança
Quem sai aos seus não degenera
Quem espera sempre alcança
Quem diz a verdade não merece castigo
Quem anda à chuva molha-se
... pronto, vou ali, já venho...



2 comentários:

  1. Só não esquece:
    QUEM NÃO ARRISCA, NÃO PETISCA!!!

    ResponderEliminar
  2. Sem dúvida, meu querido Werner...
    Mas gato escaldado de água fria tem medo! :)
    Abraço grande

    ResponderEliminar