6.6.12

Do trabalho


Sou das que não imagina a vida sem trabalho. Mesmo que me saísse o euromilhões? Sobretudo se me saísse o euromilhões! Trabalhar é realizar mais uma parte de mim, é cumprir uma boa parte do que sou, é ir mais longe, é desdobrar-me, é exercitar a minha criatividade, é conhecer mais gente e mais mundo, é aprender coisas novas, é partilhar experiências diferentes, é abrir portas de outras realidades, é descobrir e descobrir-me, vezes sem fim. 
Não imagino a vida sem trabalho, mas sei que só sou verdadeiramente boa naquilo que me apaixona. Porque com a paixão vem a entrega, vem o esquecer das horas, vem o superar dos limites, vem a insaciabilidade dos dias, vêm as metas mais difíceis. 
Trabalhar no que, preenchendo algumas horas do dia, me complementa mas não desenvolve, nem recria, nem potencia o melhor que tenho dentro de mim, não deixa de ser redutor, ainda que mantenha uma componente reconfortante. Porque fazer do que, sentindo-se pouco, tentamos tornar em muito, é um constante desafio. E eu, quer queira, quer não - e sobretudo já andando um bocadinho cansada deste puxa e estica que não há maneira de acalmar - gosto de um bom desafio! Dá-me pica! Enfim...

Há muitos anos que sei o que me preenche profissionalmente. Há muitos anos que sei exatamente o que quero e onde posso e quero chegar. Há muitos anos que escutei o meu coração e o segui, mesmo que muitas vezes o elementar bom-senso aconselhasse o contrário. E a verdade é que, mesmo estando no ponto em que estou, nunca me arrependi. Sei o que me move e sei que, no que me move, sou francamente boa. Porque quando somos bons não é só o coração que não tem dúvidas, são os resultados que falam por si.

É por isto tudo, e por amar tão apaixonadamente o trabalho que ainda tenho para realizar, que sei que, quando acabar esta etapa morta que a Sr.ª Vida me recolocou no caminho, é para lá, para o meu melhor, que vou direitinha!

Como é que sei?... Lá está, é o coração que diz! ;)


7 comentários:

  1. Anónimo6.6.12

    Olá,
    Tenho vindo regularmente a este cantinho que tanto me inspira! Gosto muito do seu blog! por favor, diga-me: afinal o que é que quer tanto fazer???? Confesso que tenho essa curiosidade! Acha que me pode dizer? Abraço e boa sorte! Joana

    ResponderEliminar
  2. Joana,
    Muito obrigada pelas visitas e pelo seu comentário.
    Quanto ao que desejo fazer e vou fazer, acredite, que terá por aqui muitas palavras e imagens partilhadas. A seu tempo. No tempo certo, os posts virão! :)

    ResponderEliminar
  3. Anónimo6.6.12

    Ficarei à espera! Desejo-lhe a maior das sortes! Infelizmente vivemos numa época muito cinzenta (no mau sentido da cor, por assim dizer), faz falta gente dinâmica que siga em frente, "contra ventos e marés". *
    Joana

    ResponderEliminar
  4. Que bom é ter essas certezas todas!

    (Quem me dera a mim saber assim tão bem o que me deixaria verdadeiramente realizada!)...

    ResponderEliminar
  5. Ter essa certeza é quase todo o caminho. Infelizmente a maior parte das pessoas trabalha para sobreviver em algo que faz porque tem de fazer e não porque gosta.
    São os tempos que se vivem. Também acredito que quando fazemos algo com paixão e temos aptidão natural para tal, o sucesso é mais fácil de alcançar e vingar.
    Boa sorte!

    ResponderEliminar
  6. Hum. Vejo em ti uma multi apaixonada. Assim como eu. Como eu, gostas de trabalhar, de motivação, de fotografia, de inspiração. Misturar tudo isso, poderá dar várias misturas, tal como os temperos ou tons de uma paleta.
    Também acho que devemos fazer o que gostamos verdadeiramente. Mas nem sempre é possível. Por isso, há que gostar do que se faz. O que é diferente. É o meu lema de vida. Mas há tantas outras coisas que gostaria de fazer...
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  7. Margarida,
    Eu também não me imagino a não trabalhar. E digo isso muitas vezes, mesmo que me ganhe o Euromilhões não deixo de trabalhar.
    Infelizmente passei por um período de desemprego, e foi mau, mas já voltei ao trabalho, felizmente.
    E por isso sei que mesmo que ganhe o Euromilhões não deixo de trabalhar, faz parte de mim.

    ResponderEliminar