24.2.10

Decisões estratégicas

Hoje decidi: no mínimo, um amigo por dia.

No caminho para o trabalho ou no regresso dele, aproveitando a lentidão a que o trânsito me obriga, vou percorrer a lista telefónica. E porque os amigos não têm ordem numérica dentro de mim, o critério será o alfabético.

É verdade que, graças ao novo desafio profissional, o tempo é cada vez mais curto para muitas coisas que me são importantes e uma delas é estar com as pessoas de quem gosto. Mas é importante perceber que se quase nunca conseguimos ter o todo podemos quase sempre satisfazer-nos com uma parte. É o que pretendo fazer em relação àquilo que de acessório nada tem na minha vida. A amizade daqueles a quem quero e que me querem bem. Porque esse é o único euromilhões que me é importante. E há muito que o ganhei!






4 comentários:

  1. Pois... e eu sempre senti que tu tinhas "merdinhas" destas... Como explico? Não explico.

    Mas digo-te, outra vez.

    GDT
    ;)

    És grande, miuda!

    ResponderEliminar
  2. Merdinhas, Miguel Maria?
    Que merdinhas???

    O CC diz que tenho 1,63cm... e saltos altos pouco uso... :P

    Olha, GDT, para ti também.

    ResponderEliminar
  3. Essas "merdinhas" que diferenciam as Pessoas das pessoas.

    Fónix! nunca percebi que eras minorca!
    Deve ter sido de vires num cavalo branco.
    E, já agora, não tendo nada a ver, se não usas muito, devias usar mais...

    ;)

    ResponderEliminar
  4. Minorcaaaaaaa? :P

    Já usei muito. Cansei-me, até ver... Mas de vez em quando dou uma voltinha e gosto.

    ResponderEliminar