13.8.15

Depois das férias


O corpo acorda de mansinho enquanto a alma suplica por tempo para se espreguiçar. Dos cinco sentidos, sacudimos com cerimónia a poeira dos dias anarcas.
Enquanto desfazemos as malas, há um tempo bíblico que paira sobre nós. O 'Antes' e o 'Depois' ditam a história que escorre para a foz onde desagua o ano. Até lá, garimpamos os dias e lapidamos as escolhas com a avidez de quem quer encontrar um tesouro.
Depois das férias, há Verão no calendário e um brando Outono que nos habita por dentro. Chama-se Recomeço.

4 comentários:

  1. A música é celeste, de natureza divina e de tal beleza que encanta a alma e a eleva acima da sua condição.
    Quando as aves falam com as pedras e as rãs com as águas - é de poesia que estão falando.
    Linda poesia com cheiro de natureza a repousar em suas palavras....
    bj demorado naqs linha do seu coraçãozinho

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Apenas Palavras, obrigada pela sua sempre tão atenciosa e atenta visita e por todos os comentários deixados em diversos posts.

      Eliminar
  2. Amei estas palavras Margarida. Um grande beijinho

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada, querida Patricia!
      Um grande beijinho para ti também!

      Eliminar