7.9.11

Quando o Longe se faz Gigante

Estar a 300km e receber um telefonema do biscoito-mais-que-tudo-cria-grande-da-mamã a dizer que vai a caminho do hospital porque foi de cara ao chão, tem mão e perna esfolada e um nariz de batata, é coisa para ter vontade de em vez de um carro ter um avião.
Mesmo sabendo que as quedas fazem parte do percurso, saber que ás nódoas negras da alma não se pode aplicar de imediato uma bela dose de hirudoid de beijinhos de mãe, aperta o coração.*

* mas está inteira, e recomenda-se :)

5 comentários: