27.9.10

Um dia


Um dia gostava de fugir para mergulhar nos segredos do mundo, nos sons das paisagens e nas cores das gentes.
Talvez um dia fuja, mas se fugir, não sei se volto...

10 comentários:

  1. Sempre sempre a deliciar-me com a tua sensibilidade, com as tuas palavras, com o cor-de-rosa que vive dentro de ti! És Linda!
    Um beijo muito meigo, minha querida Margarida

    ResponderEliminar
  2. Voltas! Voltamos sempre...pode é ser só para férias.
    :-)

    Beijo!

    ResponderEliminar
  3. Eu acho que também fugiria e não voltava! bjs

    ResponderEliminar
  4. eu não me importo que ela leve o seu tempo, o que importa é que nos oiça sempre e nos ajude a ser felizes, nem que seja apenas com um empurrãozinho :)

    ResponderEliminar
  5. Ai que bom... e se "fugires" logo vês se voltas :-)

    ResponderEliminar
  6. Susana, querida. Gosto muito de te ter aqui, partilhando o meu lado cor de rosa da vida, que sei vive também, dentro de ti.
    Beijo grande, grande, grande!

    ResponderEliminar
  7. S&P,
    Sabes que mais?... Não tenho a menor dúvida disso. There´s no place like home! Mas a vontade de desbravar este mundão de meu deus com um máquina fotográfica é tanta, que o desabafo era mais porque não sei se teria tempo de voltar :)
    Beijo grande!

    ResponderEliminar
  8. PG,
    Como respondi ao S&P, eu tenho a certeza que voltarei sempre. Só se não puder.

    ResponderEliminar
  9. Vanessa,
    O que mais nos ajuda a ser felizes é saber que temos dentro de nós a capacidade de ser. Sabendo isso, a amiga lua está lá para nos iluminar o caminho, na noite escuras :)
    Beijinho!

    ResponderEliminar
  10. Sofia,
    Nem mais! ;) Espirito de aventura q.b. dá sempre jeito na vida.

    ResponderEliminar